Revista Calafrio: Terror Genuinamente Brasileiro

Meu post desta semana revira gavetas empoeiradas e relembra a revista Calafrio. Genuinamente brasileira, essa HQ foi publicada entre 1981 e 1992 (52 edições regulares mais 5 especiais), pela Editora D-Arte criada pelo desenhista Rodolfo Zalla. Em formato grande, e em preto e branco, possuía capas no melhor estilo pulp (se você não sabe do que estou falando, clique aqui). Uma de suas grandes marcas era a valorização do artista brasileiro de quadrinhos, tanto desenhistas quanto roteiristas. Nomes como Mozart Couto (que já colaborou com Marvel, DC e Image) e Ota (conhecido por seus 34 anos de Mad Brasil) exibiram seus talentos nas páginas de Calafrio. Outro fato interessante é que a revista adaptava contos de escritores como Edgar Allan Poe, Charles Dickens e Robert Howard. “Pombos do Inferno” de Howard, por exemplo, adaptado na edição 50, é uma história sinistra que tem em seu cerne, o conceito do zumbi original, ligado ao vudu do Haiti.

No ano de 2002, a Editora Opera Graphica lançou uma edição comemorativa intitulada “Calafrio 20 anos depois” com 11 histórias inéditas em 132 páginas. A capa foi ilustrada pelo conceituado quadrinista Renato Guedes (Adventures of Superman e Action Comics). O album também trouxe uma matéria sobre quadrinhos nacionais escrita pelo experiente jornalista e pesquisador Gonçalo Junior.

E não é que ela voltou?

Última edição Março/2012

Descobri recentemente que a revista voltou a circular em agosto de 2011, numa parceria entre a D-ArteEditora CluqClube dos Quadrinhos. Vale dizer que a numeração seguiu a original, ou seja voltou no 53, não é legal? Para celebrar o retorno, a “nova” Calafrio é feita em papel especial e em um formato ainda maior. Compondo a equipe de colaboradores, caras novas e outras já conhecidas dos fãs da publicação. A distribuição é exclusividade da Comix Book Shop.

Para encerrar, transcrevo aqui trecho da Calafrio n° 1 de 1981 que resume de maneira simples a proposta da mesma: “Terror como você gosta. O velho terror dos castelos mal-assombrados, dos ventos uivando por entre as folhagens, dos gritos estridentes cortando o silêncio da noite e todos aqueles mil ingredientes do velho e autêntico terror”

Cof! Cof! Cof! Fico por aqui, espero que tenham gostado e até a próxima!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 10.0/10 (4 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: +2 (from 2 votes)

Revista Calafrio: Terror Genuinamente Brasileiro, 10.0 out of 10 based on 4 ratings

Comente também por aqui:

comentário(s), com aplicativo do Facebook.

SHARE THIS POST

  • Facebook
  • Twitter
  • Google Buzz
  • Digg
Robson Santos
Author: Robson Santos View all posts by
Robson Santos é formado em Letras (Português/Literatura), curte Quadrinhos, Cinema, PodCasts e Cultura Nerd em geral.
  • eltonBorges

    Caramba!

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
  • Me lembro do Ota (o traço dele era péssimo, pelo menos no MAD). Gosto de post de culturas resgatadas, parabéns Róbson.

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
  • Robson Santos

     Valeu Gigio!

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
  • Caramba, meu!

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
  • Gigio, por um segundo pensei na piada animal:
    “Eu sou a Ota
    Ota?
    Ota Fumiga”.
    Brincadeiras a parte Robson vai cuidar dessa tosse, parece ser sério!

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
  • luiz haiml

    cara sou colecionador de Poe e queria saber como consigo esta revista que tem historias dele, refiro-me a calafrio, luiz haiml, taquara, rs, brasil

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
  • juliane

    Tenho a lupina

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)